17 de fev de 2012

Falando de Whitney Houston

Li em algum lugar que  Whitney  Houston ficou mais em evidência durante sua carreira por causa da sua luta contra a dependência química e problemas pessoais. Logo em seguida me deparo com o video abaixo e imediatamente me pergunto: Será mesmo que uma artista que consegue transmitir, através da voz, todo sentimento contido numa canção, ficaria mesmo em evidência por causa daquilo que a destruiu? Será mesmo possível que depois de tantos anos nos fazendo chorar, sorrir, emocionar, sentir, o que fica é aquilo que a destrói?  Sua sensibilidade a levou por caminhos difíceis de serem trafegados!

Whitney nesse video diz que música é amor. E eu aprendi que a nossa capacidade de amar é a nossa capacidade de dar atenção. Dizer que ama sem dar genuína atenção, não é amar, é apenas " dizer que ama. Ela amava Música! Ela cantava sem medo, se entregava a cada nota, se jogava na canção, "inteira"! Essa é 
Whitney  Houston e eu escolho colocar minha atenção naquilo que ela me faz sentir e aprender  e não naquilo que a destruiu. 


Nenhum comentário: