12 de nov de 2010

Novo disco de Glaucia Nahsser explora sonoridades e heterogeneidade de Ritmos

Em Vambora, cantora mineira trafega pelos mais diversos ritmos e apresenta novas canções com letras de Chico Amaral, Carlos Rennó, Carlos Careqa, Chico César, Alexandre Lemos, Rodrigo Bergamota, Magno Melo, Edu Krieger, André Abujamra e Marcio Nigro 

Voz claríssima, cristalina e swing certo. Foram estes elogios, vindos de Roberto Menescal, que colocaram de vez Glaucia Nahsser na trilha da música. E, desde 2003, quando estreou como cantora profissional, com o CD Glaucia Nahsser, ela vem se destacando não só por valorizar as canções que interpreta, mas também por suas elogiadas composições. Agora, em Vambora, quarto disco independente da carreira e que será lançado em outubro, Glaucia Nahsser amplia os horizontes sonoros, embalando sua voz marcante em ritmos musicais variados.

Com André Abujamra na direção musical e Márcio Nigro (parceiro nas trilhas cinematográficas) nos arranjos e na produção, Vambora navega pelos diversos territórios da música popular brasileira e sonoridades de outros lugares do mundo, como o rock, tango, choro, samba ou reggae – e, mesmo, música árabe.

Glaucia Nahsser, em Vambora, conta com um time de músicos experientes (Naylor Proveta, Emiliano Castro, Serginho Carvalho, Hugo Hori, entre outros) e letristas talentosos como Chico Amaral, Carlos Rennó, Carlos Careqa, Chico César, Alexandre Lemos, Rodrigo Bergamota, Magno Melo, André Abujamra e Marcio Nigro. Das 12 faixas do CD, 10 são inéditas, com exceção de Mais uma Vez (Renato Russo e Flávio Venturini) e Pensando em Você (Paulinho Moska), recriações que já integravam o repertório de seus shows mais recentes.

“Deixei os letristas muito à vontade, sem dar muitos toques”, conta a cantora. “Para minha surpresa, as letras, que foram criadas a partir das melodias que fiz com Tiago Vianna e dos arranjos prontos, vieram todas com algo de minha história e, portanto, me proporcionaram um mergulho interno”.

Os arranjos e harmonias de Vambora nasceram de forma intuitiva, em geral das diferentes cores dos acordes de violões afinados de forma menos usual, como os de Michael Hedges, André Geraissati e Joni Mitchell. O que norteou basicamente o trabalho foi a vontade de resgatar as origens da música brasileira e trazê-las para o pop, recuperando a riqueza de timbres e texturas. É algo que transforma a MPB em PPB, Pop Popular Brasileiro, na definição de Glaucia Nahsser. Um exemplo claro disso, pode ser apreciado na faixa Mais uma vez, que traz uma miscelânea de ritmos harmonicamente integrados.

O resultado é que, quem já pode ouvir algumas faixas de Vambora, gostou muito. “A mineira Glaucia Nahsser demorou a começar como cantora profissional, mas começou muito bem, com uma ótima versão de Balanço Zona Sul, sucesso de Simonal. Agora vem com novo disco e novas parcerias como o grande letrista mineiro Chico Amaral, com uma levada empolgante em um clima meio árabe, que está no sangue da Nahsser. Ficou uma beleza, sô!”, comentou Nelson Motta.
Vambora, faixa a faixa, por Glaucia Nahsser
Canto, logo existo
Um pouco de Gil a Beatles, de canção de roda a world music, com letra lúdica e inteligente de Carlos Rennó.

MalandraInspirada nas malandragens da instrumentação de Pedro e o Lobo, de Prokofiev. Abre com o fagote e o clarinete que dão a tonalidade um tanto minimalista dos arranjos. A versão com Edu Krieger traz a malandragem deliciosa que só o carioca tem ao cantar.

Olhar de PrataUma jornada lítero-musical que resgata minha ascendência libanesa. Pegada dançante e letra profunda de Chico Amaral, um desafio para ser interpretada.

QuebradeiraAs raízes negras da música brasileira misturada com doses de Steve Wonder e gingadas de capoeira. A letra de Carlos Careqa traz referências afro.

Pensando em Você Paulinho Moska mostrou toda sua poesia nessa bela balada que agora vem com um toque sulista norte-americano.

Vambora Da letra de Chico César ao arranjo pungente, resume o espírito do álbum. As cordas, inspiradas no maestro tropicalista Rogério Duprat, dão atmosfera cinematográfica à canção.

Daqui Pra FrenteUma intensa viagem espiritual da força feminina traduzida com perfeição na letra de Alexandre Lemos.

RodaResgate do pop que tem sido feito há algum tempo no Brasil. Tem uma frase dessa letra de Rodrigo Bergamota que é pra mim é marcante "Foi quando eu vi a Roda a me rodar, sou outra em meu lugar".

LeleôMais uma música que traz as origens libanesas, num pop vigoroso e letra de Magno Mello que nos remete a viver "bem" o presente.

O Começo do InfinitoUm samba com ares folk-celta. Destaque para a letra de Carlos Careqa que usa uma frase de Vladimir Maiakovski.

Quem Falou?Uma música de contrastes que resume poético e musicalmente, o espírito libertário do disco. Tão libertário quanto os espíritos de André Abujamra e Márcio Nigro, nitidamente presentes na letra que compuseram.

Mais Uma VezUm presente aos fãs que sempre ouviam a música em minhas apresentações ao vivo e queriam que estivesse também em CD. Em estúdio, o arranjo ganhou uma nova coloração com as cordas e o acordeom.
Glaucia Nahsser
Nelson Motta ressaltou que "ela mostra muito personalidade e talento de compositora”, Ivan Lins destaca que “ela canta maravilhosamente bem”. A mineira chegou com seu talento, despretensiosamente e foi conquistando devagarzinho, ao jeito mineiro, o seu público e o seu espaço e cada vez mais, boas surpresas têm acontecido em sua carreira.
O jornalista e crítico musical Belga Daniel Achedjian, que tem um programa de rádio sobre MPB em Bruxelas e mantém o blog Arte e Música Popular Brasileira, o qual ganhou do jornal O Globo o título de um dos melhores blogs de MPB do mundo, incluiu o CD de Glaucia Nahsser A vida num segundo, entre os 20 melhores de 2008 ao lado de nomes como Adriana Calcanhoto, Ed Motta, Lenine, Ney Matogrosso, Zeca Baleiro, Chico César, Caetano Veloso, Maria Bethânia, Skank, Milton Nascimento e Seu Jorge, entre outros.
A mineira teve ainda a música, Lábios de Cetim, incluída na trilha sonora do filme "O Visitante" que recebeu uma indicação ao Oscar 2009. Essa mesma música também fez parte de uma coletânea de World Music do selo Putumayo.
Agora, Nahsser está lançando seu quarto trabalho com direção de André Abujamra e produção de Márcio Nigro -- um CD de música Pop Brasileira, como assim ela o denomina.

Discografia
A Vida num Segundo (2008)
Bem Demais (2006)
Acoustic Brazil (2005)
Glaucia Nasser (2003)

Informações para a imprensa
Assessoria de Imprensa do espetáculo
Ofício das Letras
Adriana Monteiro, Marina Reis e Nany Gottardi
(11) 3021-9297 e 3022-2783