18 de ago de 2010

Bienal

Ontem estive na Bienal. Encontrei Lobão, Patricia Palumbo, Sideral, Toninho Horta, André Midane, Fabrício Corsalleti e muita gente falando de música e literatura. Falamos sobre compor, fazer poesia e também sobre a internet e os desafios digitais. Foi muito bom! Mas a conversa não ficou restrita a música, literatura e tecnologia. Houve também o debate sobre a política e a educação no nosso país. Afinal, de alguma forma, tudo está interligado, não é mesmo?

Pensando bem, fiquei ainda mais preocupada. Penso que as políticas do nosso país precisam nos levar à liberdade e autonomia. Não é assim que tenho visto as políticas do Brasil. Elas são escravocratas e ditatoriais. Algumas são assistencialistas e nos fazem acreditar que precisamos de um "Senhor" pra cuidar de nós. Um governante precisa ser, antes de tudo, um libertador. Precisa dar condições de crescimento para o povo. Quando fazem essa política do "dar" retiram da gente a dignidade de conquistar e isso me deixa preocupada.

Participar de discussões como esta me faz bem. Eu que já fui tão engajada, brigava com a polícia quando via algo injusto, com os governantes quando via algo desonesto, acabei ficando calada por algum tempo. Não quero ficar mais. E se vocês que me acompanham aqui quiserem seguir com esse debate, que façamos isso a partir de agora.

Muitos beijos.

Glaucia

Um comentário:

vicente santos disse...

Valeu cantora, vc já nasceu engajada, a contestação é inerente ao caráter do artista, continue nos brindando com sua linda voz e sua arte impar, tõ afim de ouvir o proximo disco, sucesso sempre!!!